Nicholas Hoult Brasil
12 janeiro, 2017  Ana Comentarios estão fechados Filmes, Newness

Foi anunciado recentemente que Newness, novo filme do diretor Drake Doremus estrelando Nicholas Hoult, terá sua estreia no Sundance Film Festival no dia 25. Confira detalhes sobre o projeto:

O novo filme de Drake Doremus, Newness, é um filme raro que foi mantido em segredo quase que por acidente. Uma adição de último minuto ao Sundance Film Festival, o filme foi financiado e produzido tão rapidamente que a equipe de cineastas pularam os anúncios normais de elenco e outros esforços públicos que acompanham a maioria dos filmes de Hollywood. Não é que os produtores tentaram manter fora do radar – eles estava apenas muito ocupados fazendo o filme de verdade.

É o quarto filme de Doremus a estrear em Park City após “Douchebag”, “Like Crazy” e “Breathe In”, o filme estrela Nicholas Hoult e Laia Costa como um casal em uma Los Angeles contemporânea navegando no mundo de namoro virtual e a cultura dos encontros baseados em redes sociais. O filme co-estrela Matthew Gray Gubler, Courtney Eaton, Danny Huston e Courtney Eaton.

O escritor de “Newness”, Ben York Jones (“Like Crazy,” “Breathe In”), primeiramente enviou o roteiro para o produtor Michael Pruss, da Scott Free Productions, em agosto, que ajudou a arrecadar um orçamento de 10 milhões de dólares da empresa recém formada do produtor Mason Novick, Lost City, em setembro. As filmagens começaram no dia 16 de outubro.

“Nós tivemos sorte que o primeiro rascunho do roteiro que eu li era incrivelmente forte,” Pruss contou ao IndieWire. “Lost City entrou de cabeça.” O primeiro e único outro filme da empresa é o suspense de ficção científica “ARQ” que estreou no Toronto Film Festival e foi distribuído pelo Netflix.

“Newness” é o segundo filme de Doremus a ser produzido pela Scott Free Productions, após “Equals”, que Hoult também estrelou, apesar de sua performance mais recente ser diferente de qualquer papel que ele interpretou, de acordo com Pruss. “Esse é um lado diferente do Nick – um lado muito complexo e uma performance emocionalmente madura que ainda não vimos,” ele disse. Pruss adicionou que “Newness” é a visão de Doremus sobre o romance em 2017, especificamente como namoro online e aplicativos de namoro influenciaram o jeito que a geração aborda o amor.

“Isso realmente mudou profundamente não só a percepção das pessoas sobre relacionamentos, mas suas expectativas,” Pruss disse. “Nós estamos sempre em nossos celulares – pedindo comida ou assistindo filme – e sexo e namoro se tornou uma extensão disso. De alguma forma, a tese do filme é entender essa tensão entre felicidade e hedonismo.”

Uma das razões pela qual Novick escolheu financiar tão rapidamente o filme foi o quanto o assunto interessa nos dias atuais. “O filme é muito atual, e nós sentimos a necessidade de fazer agora,” Novick disse. “Drake realmente sentiu que isso é o que acontecendo hoje.”

Apesar de editar o filme a tempo para o Sundance nunca ter sido parte do plano, o primeiro corte foi finalizado pouco antes do Natal e convenceu a todos envolvidos no projeto que o filme poderia ser finalizado a tempo de estrear no festival em 2017. “Se tivéssemos visto e dito que não estava pronto, não iríamos forçar,” disse Novick.

19 dezembro, 2016  Ana Comentarios estão fechados Entrevista Traduzida, Entrevistas, Notícias

Outros > (12/2016) Viagem ao Nepal

Nicholas recentemente viajou ao Nepal com seu amigo Carlos Adams para conhecer melhor o projeto do WWF de proteger os rinocerontes e também conheceu um pouco mais da comunidade. Confira o que ele disse sobre a viagem:

É no meio da tarde no pequeno, mas poderoso país da região dos Himalaias, Nepal, e o ator Nicholas Hoult ganha um beijo molhado de um bebê rinoceronte órfão. A Fundação Nacional para a Conservação da Natureza do Nepal achou o animal, que agora está sob seus cuidados. Hoult recentemente viajou até o Parque Nacional de Chitiwan no Nepal para aprender sobre os esforços de conservação do Nepal e do WWF para proteger o pequeno Mayure e outros rinocerontes que estão ameaçados de caça ilegal e perda de habitat, entre outros perigos.

“A conservação da vida selvagem é muito importante,” disse Hoult. “Muitos desses animais estão sendo caçados, seu número está diminuindo, e quando acabar, eles vão desaparecer. Eu sempre adorei rinocerontes em particular desde que eu tinha três anos de idade e fui sortudo o bastante de passar as férias na África. Eu não vi um rinoceronte naquela idade, mas eu ganhei uma estátua de madeira que eu tenho até hoje, eu amei rinocerontes desde aquele momento. Vir aqui e poder vê-los em seu habitat natural é um grande prazer e eu não posso agradecer ao WWF o suficiente pelo trabalho maravilhoso que eles fazem em ajudar esse parque e o governo do Nepal em desenvolver esses programas e manter os rinocerontes na selva.”

Enquanto esteve no Nepal, Hoult se encontrou com membros da comunidade de Amaltari, uma zona de amortecimento do Parque Nacional de Chitwan, para aprender sobre suas vidas e sua relação com a vida selvagem em sua volta. O ecoturismo na área fornece grandes incentivos de conservação para a comunidade de Amaltari, que mantêm uma unidade voluntária contra caça furtiva na qual membros realizam patrulhas regulares na floresta de sua comunidade para manter um controle sobre caça furtiva e crimes ilegais da vida selvagem.

Com o apoio da Iniciativa de Comunidades Sustentáveis do WWF Nepal, a comunidade de Amaltari está focada nos principais pilares da sustentabilidade e conservação – meios de subsistência auto-suficientes, energia alternativa, saúde e educação – que tem produzido impacto escalável para a população local e seu ambiente natural.

A visita de Hoult ao Chitwan veio em um ótimo momento onde eles estavam comemorando quase 1,000 dias de zero caças ilegais na área. Este sucesso excepcional é devido à vontade política de alto nível, a um impressionante exército nepalês comprometido com o rastreamento de caçadores furtivos e o envolvimento ativo de comunidades de conservação. Mais de 645 rinocerontes de um chifre vivem agora no Nepal.
“Essa é uma história positiva para mim em termos da vida selvagem e em manter o mundo como deve ser para futuras gerações,” disse Hoult. “Seguir os rinocerontes, vê-los em seu habitat natural tem sido inacreditável e ver todo mundo se importando tanto com isso e fazendo um trabalho incrível, é extraordinário.”

Os esforços para proteger os rinocerontes e apoiar as comunidade locais do Nepal e o governo estão sendo recompensados. Mais cedo neste ano, nós celebramos 4 períodos de 365 dias de zero caça ilegal no Nepal.
Como parte desse trabalho com o WWF, Hoult e seus dois amigos de infância, Carlos Adams e Nick Atkins, farão uma corrida na Índia no início de 2017 para arrecadar fundos para a conservação de rinocerontes junto com o apoio ao Teenage Cancer Trust.

06 dezembro, 2016  Ana Comentarios estão fechados Filmes, Rebel in the Rye

Rebel in the Rye terá sua primeira exibição no Sundance Film Festival, que ocorre do dia 19 ao dia 29 de janeiro!

Rebel in the Rye / U.S.A (Diretor e roteirista: Danny Strong) – Este retrato da vida e mente do solitário autor J.D. Salinger vai da sangrenta linha de frente da Segunda Guerra Mundial para suas primeiras rejeições e o bloqueio cheio de estresse pós traumático que o levou para seu icônico livro, The Catcher in the Rye. Elenco: Nicholas Hoult, Kevin Spacey, Sarah Paulson, Zoey Deutch, Hope Davis, Victor Garber

01 dezembro, 2016  Ana Comentarios estão fechados Filmes, Sand Castle

O diretor brasileiro de Sand Castle, Fernando Coimbra, conversou com o site Omelete sobre seu primeiro filme em língua inglesa e como foi trabalhar com Nicholas e Henry Cavill. Confira:

Como foi a troca com Nicholas Hoult e Henry Cavill?

Coimbra: Não podia ser melhor. O Nick Hoult já estava envolvido no projeto antes de mim. Como protagonista, ele queria ir a fundo nessa história e nesse personagem. A gente teve uma colaboração muito forte e intensa. O Cavill, desde que leu o roteiro, queria muito fazer o filme e isso é um fator fundamental. Mesmo estando envolvido na franquia milionária do Superman, ele queria fazer esse filme independente, que mostraria uma faceta diferente dele. Nós mudamos o visual dele completamente. Ele está quase irreconhecível. Cavill é um cara muito simples e humilde. É muito fácil de trabalhar.

O filme chega em 2017 pelo serviço de streaming Netflix!

30 novembro, 2016  Ana Comentarios estão fechados Galeria, Notícias

O Teenage Cancer Trust revelou hoje em seu twitter um novo projeto que conta com a ajuda do Nicholas e de seus amigos Carlos Adams e Nick Atkins. Confira mais:

Outros > (10/08/2016) Visitando o Teenage Cancer Trust em Londres

 

O ator e embaixador do Teenage Cancer Trust, Nicholas Hoult, fará uma épica corrida de 3,000km de Rickshaw (Tuk Tuk) pelas estradas mais perigosas da Índia para arrecadar fundos para apoiar o nosso trabalho e o da WWF. Nick e seus amigos, Carlos Adams e Nick Atkins, irão encarar o desafio do dia 2 ao dia 15 de janeiro de 2017.

O time de 3 será equipado com um ponto de partida, ponto de chegada, e um glorificado cortador de grama, mais conhecido como riquixá. A única coisa que eles sabem é que eles ficarão perdidos, ficarão empacados e seus riquixás sem dúvida irão quebrar.

Nicholas Hoult tem estado envolvido conosco desde 2009. Ao longo dos anos, ele visitou pacientes em inúmeras ocasiões e liderou campanhas para a caridade, incluindo Shunburn, a campanha para a consciência do câncer de pele. Em agosto, Nick e Carlos visitaram a unidade do Teenage Cancer Trust no University College London Hospital, conhecendo adolescentes e adultos com câncer.

Os 3 bravos aventureiros estão encarando essa épica aventura para arrecadar fundos muito necessários para o Teenage Cancer Trust e WWF, e eles estão chamando todos para ajudarem a apoiar essas duas caridades doando para o desafio via a página Virgin Money Giving.

“Nós estamos muito animados para ir para a Índia e começar o desafio para ajudar a arrecadar fundos e consciência para essas duas ótimas causas. Eu estive envolvido com o Teenage Cancer Trust por 5 anos agora, e Carlos e eu recentemente vimos por nós mesmos como eles continuam a impactar positivamente os jovens pacientes com câncer, e a vida de suas famílias quando visitamos a unidade no UCLH. Ir para o Nepal com o WWF para ver os rinocerontes na selva vai ser uma experiência incrível que eu sei que nunca irei esquecer. Espero aprender mais sobre os esforços de conservação para proteger esses animais extraordinários, seus habitats, as comunidades locais que vivem perto deles e todo o trabalho importante que o WWF ajuda.”

31 agosto, 2016  Ana Comentarios estão fechados Sem categoria

Nicholas participou nesse final de semana da Asia Pop Comic Con e durante uma conferência de imprensa, ele contou um pouco mais sobre seu gosto por HQs e animes e também sobre sua preparação para Rebel in the Rye. Confira:

Bronzeado e um pouco mais forte do que a última vez que eu o vi nas telas, havia algo diferente sobre Nicholas Hoult, e não digo apenas fisicamente. Quero dizer ele todo. Havia uma aura quente sob ele, ou pelo menos eu gosto de pensar assim. Evidentemente, tenho sido fã do ator britânico desde About A Boy. Ele cresceu na frente dos fãs em todo o mundo, estrelando como o encantador bad boy em Skins, e ganhando nossos corações como Fera em X-Men e como Rem Meu Namorado é um Zumbi. Em entrevistas antigas, você veria um Nick muito calado. Você pensa que por ele ser um ator, ele pode ser um pouco estranho, mas na verdade ele é muito reservado. Então quando ele veio para o palco da Asia Pop Comic Con (APCC) sorrindo para todo mundo, ele pareceu muito acolhedor. Esse era um Nicholas Hoult que eu estava morrendo para ver e um que todo mundo merecia ver.

“Nós fomos visitar o memorial de Rizal, e então caminhamos ao redor dos jardins lá,” compartilha Nick a multidão na sala de imprensa. “Nós fomos a alguns bares na noite passada com o Joe! Mas também fomos ao redor da cidade antiga e em algumas igrejas aqui.”Nick estava na cidade, junto de Claire Hoult (Vampire Diaries), Joe Dempsie (Game of Thrones) e Millie Bobbie Brown (Stranger Things) para a convenção anual. Tendo interpretado o mutante Hank McCoy (Fera) em X-Men, foi adequado tê-lo esse ano. Para Nick, Fera foi um personagem muito interessante de interpretar: “Ele tem dois lados. É esse sentido dele ser muito controlado e inteligente, mas está suprimindo todos esses sentimentos e poder dentro dele. Para reproduzir isso, e fazer o oposto que é alguém muito atlético e forte, foi algo que me atraiu.”

“Eu gostei do arco da história The Dark Beast,” explica Nick. É o arco que ele mais gostou de ler para conseguir entender o personagem. Ele leu um monte de histórias em quadrinho, a fim de realmente atingir a eloquência e inteligência que seu personagem tem. Ele também manteve uma amizade com seus colegas de elenco, especialmente James McAvoy, que interpreta Charles Xavier. Por causa da amizade dos dois fora das telas, a dupla fez a amizade entre Xavier e Hank parecer mais verdadeira.

Sentado em uma cadeira branca que mal suporta sua altura – Nick tem 1,90 – ele cora e diz que a última coisa pela qual ele deu uma de fanboy foi Stanger Things. Ele desenvolveu um amor pela série da Netflix e elogiou Millie Bobbie Brown. E para ele, todo mundo é geek. “Um geek é alguém que é apaixonado por alguma coisa. Há pessoas que se importam, e tem uma sede por conhecimento.” Mas Nick conhece mais do que apenas HQs, ele também gosta de animes, e gosta de Death Note e Akira.

Nick, que fez vários filmes, variando de fantasia para a comédia, nunca sendo um ator metódico. Na verdade, ele é atraído para personagens que o desafiam e não são típicos. “Não há nenhum método que eu desenvolvi, mas essencialmente, é aprender muito antes de chegar ao set, e então se adaptar quando chegar lá,” ele diz. Mas ele gosta de ficar em um nível emocional com os personagens que ele está interpretando. Por exemplo, em seu novo filme, Rebel in the Rye, ele interpreta o autor J.D Salinger. E para interpretar Salinger, ele se jogou na vida do autor. “Muitos de seus livros são biográficos, assim como sua escrita, então eu me baseava nisso. Eu me sentava em casa com uma máquina de escrever, apenas para tentar entender esse sentimento.” Para incorporar o aturo, ele escreveu algumas histórias de aventura. “Nada como O Senhor dos Anéis, mas algumas divertidas,” ele diz orgulhoso. Nick é um grande leitor, e gosta de ler no seu tempo livre.

Foi o relacionamento de Nick com seus co-star que chamou atenção, especialmente estando no país com seu co-star de Skins, Joe Dempsie, e suas aventuras pela cidade. “Tem sido divertido, eu cresci com o Joe,” diz Nick. “Eu não sabia o que esperar, eu não sabia o quão vasto Manila era, então é impressionante. Eu não sabia o quão úmido ia ser, e eu não sabia o quão extremo é o tráfego aqui, então essas foram as coisas das quais eu fui alertado e eu experimentei, e isso é ótimo!” Os dois estiveram no Metro, aproveitando juntos e aprendendo a cultura Filipina. Agora, sobre testar ou não o balut: “Eu não tenho certeza. Todo mundo diz que é afrodisíaco, e eu vi fotos dele e parece um pouco nojento. Se eu criar coragem, eu vou experimentar,” diz ele.

Hoult é um pouco brincalhão, apesar de ser um homem quieto. Em entrevistas antigas, Nick admitiu brincar com a mídia quando se trata de suas repostas, mentindo em algumas delas só para ver a reação deles. Talvez seja esse Nick brincalhão que esteve no palco da APCC naquele dia, o porquê de sua aura estar diferente – e não estamos reclamando. E agora qual foi a mentira que ele contou a imprensa naquele dia? Eu aposto que foi sobre o balut, ele pode não ter estômago para isso, mesmo enquanto ele seja o Fera.

Fonte 






Nicholas Hoult Brasil é um fansite não oficial e sem fins lucrativos. Não temos nenhuma ligação direta com Nicholas, seus representantes, familiares, amigos, etc. Pedimos que as matérias traduzidas, bem como todo o conteúdo pesquisado e editado pela nossa equipe, sejam sempre creditados quando usado em outro site. Se há algo seu aqui que você gostaria que tirássemos do ar, entre em contato conosco antes de tomar qualquer ação legal. Agradecemos a compreensão e volte sempre!